Atenção! Época de proliferação de Taturana

Abril 20, 2022 Não Por Secretaria de Saúde de Embu Guaçu
Atenção! Época de proliferação de Taturana

Estamos na época de Lonomia, uma taturana extremamente perigosa, cujo veneno pode provocar hemorragia interna e insuficiência renal, podendo inclusive ocasionar a morte. Elas ficam aglomeradas nas árvores dessa maneira, a atenção sejam redobrados com os insetos, principalmente aquelas pessoas que gostam de aproveitar as sombras das árvores. Os troncos são os principais hospedeiros das lagartas do gênero Lonomia, conhecida popularmente como taturana.

O maior cuidado é com as crianças, pois costumam brincar perto de árvores. As lagartas costumam se agrupar e tornam-se muito parecidas com os caules das árvores.

As lagartas podem ser encontradas em árvores frutíferas como abacateiros, coqueiros, pessegueiros e também em pequenos arbustos ou plantas ornamentais. A taturana mede de cinco a sete centímetros, mas apesar do tamanho pequeno seu veneno pode até matar uma pessoa. Ela possui cerdas por todo seu corpo, de onde sai o veneno.

A enfermeira Gabriela Monteiro da Vigilância Epidemiológica, alerta para alguns cuidados indispensáveis em caso de contato com o animal. “A taturana quando em contato com a pele do ser humano provoca, na maioria dos casos, dor intensa do tipo queimação, edema (inchaço) no local e vermelhidão”, explicou. 

– Outro cuidado importante é levar a lagarta junto ao posto de saúde para que possa ser identificada a espécie e distinguir o seu tipo e através disso definir a necessidade de usar o soro para neutralizar o efeito do veneno. –, alertou a enfermeira.

Sintomas locais:

Dor em queimação, hiperemia, prurido e raramente bolhas (sintomas benignos e de regressão espontânea em poucas horas).

Sintomas gerais:

Cefaléia, mal-estar geral, náuseas e vômitos, dores abdominais e mialgia.

Prevenção: 

  •  Verificar previamente a presença de folhas roídas na copa, casulos e fezes de lagartas no solo com seu aspecto típico, semelhante a grãos dessecados de pimenta-do-reino.
  • Observar, durante o dia, os troncos das árvores, locais onde as larvas poderão estar agrupadas. À noite, as taturanas dirigem-se para as copas das árvores para se alimentarem das folhas;
  • Usar luvas de borracha, especialmente as pessoas que têm contato freqüente com as plantas.

Primeiros socorros (PARA O PACIENTE)

  • Lavar imediatamente a área afetada com água e sabão:
  • Usar compressas com gelo ou água gelada que auxiliam no alívio da dor;
  • Procurar o serviço médico mais próximo;
  • Se possível, levar o animal para identificação.